Explicando o RAID

Devido aos rápidos avanços da tecnologia de computadores e uma grande demanda por armazenar dados de forma segura e confiável, a tecnologia RAID tornou-se uma solução de armazenamento de arquivos bastante popular. RAID é a abreviação de Redundant Array of Inexpensive Disks.

O que é o RAID?
Recuperar arquivos apagados
?

RAID é uma tecnologia que permite aumentar a capacidade de armazenamento em alta velocidade e oferece redundância e tolerância à falhas fazendo uso de discos rígidos e os tratando como uma única unidade lógica. Tolerância à falhas significa que um sistema tem a capacidade de continuar funcionando da maneira correta e esperada, mesmo quando um ou mais discos rígidos falham ou apresentam algum erro. Os dados são copiados em vários discos rígidos e, caso algum deles falhe, a perda de dados é evitada. Além disso, combinando vários discos rígidos, o sistema ao todo se beneficia de um grande aumento de eficiência e desempenho.

O RAID foi originalmente desenvolvido para ser utilizado em servidores a fim de criar uma grande área de armazenamento com custos baixos. Contudo, rapidamente se tornou popular para entusiastas e usuários domésticos por diversas razões, incluindo criar um armazenamento em nuvem pessoal do tipo Faça Você Mesmo em media centers caseiros.

Diferentes tipos de RAID

Existem vários tipos de configurações que podem ser feitas com RAID e cada uma delas tem suas vantagens e desvantagens. O tipo de RAID afeta drasticamente o potencial resultado da recuperação de dados e a probabilidade de sucesso na recuperação de arquivos. Para entender melhor, vamos analisar os diferentes tipos de RAID. Os tipos mais comuns de RAID são: RAID 0, RAID 1, RAID 5 e RAID 10 (combinação de RAID 1 e RAID 0).

RAID 0

Ele também é conhecido como striping ou distribuição. É ideal para aqueles que buscam capacidade maior de armazenamento e maior velocidade de desempenho. Normalmente, o RAID 0 não é recomendado para quem busca segurança de dados pois neste tipo não há redundância. Por isso, não é considerado um 'verdadeiro' RAID. Ele faz uso de dois discos rígidos preferencialmente de tamanho e velocidade idênticos para formar um único volume lógico. Isso faz com que ele obtenha uma pontuação alta no quesito capacidade, pois o "disco rígido" lógico resultante atinge o dobro da capacidade. Quando configurado os dados são distribuídos em ambos os discos rígidos e assim dobram a velocidade de movimentação de dados. Em uma configuração RAID 0, é possível utilizar totalmente a capacidade de ambos os discos rígidos. Se você estiver usando duas unidades de 4 TB, o sistema as verá apenas como uma única unidade com 8 TB de espaço. A maior desvantagem do RAID 0 é que ele não pode oferece tolerância à falhas ou redundância. Caso um disco rígido apresente alguma falha ou for corrompido, os dados serão perdidos.

RAID 0

RAID 1

Também conhecido como espelhamento, este é o primeiro nível "verdadeiro" de RAID que torna possível a redundância e a segurança de dados, replicando ou clonando continuamente os dados em dois discos rígidos, de modo a criar um backup completo até o último bit de dados. Todos os dados são copiados simultaneamente para cada unidade, o que significa que a probabilidade de perda de dados é muito menor. Ambas unidades são clonadas, portanto, se uma unidade falhar ou se deteriorar, a outra terá uma réplica de todos os dados e poderá ser recuperada ou até mesmo trocada imediatamente sem mover os dados. A adição de mais discos rígidos ao array não adicionará mais capacidade, mas apenas mais redundância. Infelizmente neste tipo de array RAID a capacidade é reduzida à metade da capacidade disponível, pois a outra unidade será usada para replicar os dados.

RAID 1

RAID 5

Este é o tipo de RAID mais popular. Ele é muito eficaz em oferecer capacidade e redundância. O RAID 5 engloba o striping (distribuição) de nível de bloco com a paridade distribuída. Consiste em um sistema de checksums chamado paridade. Se uma unidade falhar, leituras subsequentes podem ser calculadas a partir da paridade distribuída em outras unidades e, portanto, nenhum dado é perdido. O RAID 5 requer pelo menos 4 unidades de disco rígido para ser configurado de maneira ideal. Um único disco rígido coletará os dados de paridade. Caso alguma unidade falhe, o RAID pode ser reconstruído e todos os dados recuperados. Tudo o que você precisa fazer é adicionar outro disco rígido para completar o array e iniciar a restauração. O processo pode levar algum tempo, mas é considerado a opção mais segura em termos de redundância e capacidade.

RAID 5

RAID 10

Esse tipo RAID combina os prós do RAID 1 e do RAID 0. Basicamente, ele oferece uma maior capacidade e a tolerância à falhas em uma única solução. Você consegue dobrar o desempenho e a capacidade. Isso ótimo quando o desempenho e o espaço são preocupações e o orçamento é menor.

RAID 10

Causas Comuns de Falha no RAID

Os sistemas RAID são geralmente considerados uma opção confiável e segura para gerenciar e acessar dados. No entanto, eles são suscetíveis a falhas, assim como outros dispositivos de hardware, e isso pode levar à perda catastrófica de dados. As consequências são muito mais graves caso não houver um backup dos arquivos mais importantes. Lembre-se de que o RAID não é uma alternativa ao backup e até mesmo as configurações de array RAID mais seguras ainda podem falhar. Com isso em mente, fazer backup contínuo dos dados se torna obrigatório. O RAID pode falhar por vários motivos, alguns dos quais incluem:

  1. Falha do controlador do RAID
    O controlador RAID pode falhar devido à oscilação de energia que pode derrubar a NVRAM, corromper as partições do disco rígido ou danificar a memória de inicialização, tornando impossível inicializar ou acessar os dados.
  2. Falha na reconstrução de um disco rígido
    Quando uma unidade RAID é substituída e erros de reconstrução de RAID ocorrem, é possível ficar perder acesso aos arquivos ou até mesmo a todo array RAID.
  3. Queda do servidor
    A máquina que hospeda seus arrays RAID pode falhar ou desligar fazendo que os controladores do RAID fiquem corrompidos e tornando seus dados inacessíveis.
  4. Falha de vários discos
    A falha de uma unidade de disco em um array pode deixá-lo propenso a falhas futuras de disco, levando à deterioração do sistema. Continuar usando o array com unidades degradadas aumenta ainda mais as chances de uma falha no array ainda pior.

O que fazer quando ocorre uma falha no RAID?

Quais são os passos que devem ser tomados quando acontece uma falha no RAID? Você precisará tentar executar a recuperação do RAID para trazer seus dados de volta. Geralmente, a etapa mais segura neste ponto é parar de usar o array e avaliar a gravidade dos danos no RAID. Embora geralmente seja recomendável reparar e substituir o array conforme necessário, a recuperação também pode ser uma opção.

Existem várias soluções que podem ajudá-lo a recuperar os dados do RAID. Existem várias ferramentas para Windows que podem ajudá-lo a recuperar dados perdidos ou corrompidos de um RAID 0.

Recuperação de RAID 0

A recuperação de dados RAID 0 pode ser alcançada através das seguintes abordagens:

Recuperação automática do RAID 0. Essa abordagem requer que o disco rígido seja descontecado e conectado a um outro PC e, posteriormente, seja usada uma ferramenta de software de recuperação RAID 0. É um método simples que não requer alto nível de habilidade. Existem muitas ferramentas e programas de recuperação de dados RAID 0 que vão de ferramentas proprietárias pagas à ferramentas gratuitas. Cada programa faz uso de diferentes opções, mas o conceito é geralmente o mesmo:

  • Desconecte os discos rígidos do controlador RAID
  • Conecte eles a um PC, um a um
  • Rode o software de recuperação RAID 0 para que ele leia a configuração do array
  • Alimente o controlador com a configuração do array recuperada
RAID recuperação ReclaiMe gratuito

Às vezes, a melhor opção é a opção mais fácil. O Disk Drill para Windows é uma ferramenta de recuperação popular e bem respeitada capaz de recuperar dados de discos RAID individuais. O Disk Drill é um aplicativo compatível com o Windows 7/8/10 e com outras versões mais modernas do Windows. Embora o Disk Drill ainda não consiga reparar ou recuperar o array completamente, ele pode recuperar os arquivos individualmente de um RAID de cada disco do array danificado. Dependendo da configuração do array, será possível uma recuperação substancial dos arquivos, mesmo sem poder reparar o array por completo.

    Recuperação de RAID 1

    É possível recuperar dados de um array RAID 1 mesmo depois de formatar ou excluir os discos rígidos. Em uma configuração do tipo RAID 1, os dados podem se perder devido a danos mecânicos no disco rígido, falha no disco ou exclusão acidental. Você poderá recuperar seus dados em todos esses cenários, exceto no caso de danos físicos.

    Para realizar a recuperação do RAID 1, você precisará de um programa, assim como ocorre para a recuperação do RAID 0.
    O procedimento básico para recuperar discos e arrays de RAID 1 envolve 3 etapas:

    • Rodar o programa de recuperação
    • Verificar os discos rígidos
    • Recuperar arquivos com o programa e fazer backup deles

    Recuperação de RAID 5

    A recuperação de dados de uma RAID 5 é praticamente a mesma que a do RAID 0 e RAID 1, porém a probabilidade varia e há um passo adicional específico para o RAID 5. O melhor método para recuperar dados de um RAID 5 é reconstruir o array de disco primeiramente.

    Uma ferramenta popular para recuperar falhas de RAID é a: Stellar Phoenix RAID recovery. Existem alguns prós e contras deste software que vão além do escopo deste artigo, mas, essencialmente, como em todas as ferramentas de recuperação de RAID, a probabilidade de sucesso depende do status original dos discos e da gravidade do dano. Caso vários discos de um array estejam danificados, a recuperação é improvável para a maioria dos tipos de RAID.

    Recuperação de RAID com o Stellar Phoenix

    Ferramentas Mais Usadas para Recuperar RAID

    Abaixo estão os 10 melhores serviços de recuperação de RAID reconhecidos pelos usuários online. Embora não tenhamos avaliado individualmente cada uma dessas ferramentas (no momento), elas são as mais populares e indicadas para a recuperação de RAID completa ou parcial (disco único).

    1. Disk Drill
    2. EaseUS
    3. Ontrack Easy recovery
    4. DoYourData
    5. R-studio
    6. Amigabit Data recovery
    7. Icare Data recovery
    8. Stellar Phoenix
    9. Secure recovery
    10. Bit Recover

    Às vezes, a melhor opção é a opção mais fácil. O Disk Drill para Windows é uma ferramenta de recuperação popular e bem respeitada capaz de recuperar dados de discos RAID individuais. O Disk Drill é um aplicativo compatível com o Windows 7/8/10 e com outras versões mais modernas do Windows. Embora o Disk Drill ainda não consiga reparar ou recuperar o array completamente, ele pode recuperar os arquivos individualmente de um RAID de cada disco do array danificado. Dependendo da configuração do array, será possível uma recuperação substancial dos arquivos, mesmo sem poder reparar o array por completo.

      Recupere arquivos excluídos no Windows com o melhor aplicativo de recuperação de arquivos

      Disk Drill 4

      Veja como recuperar arquivos apagados

      Universidade de recuperação de disco

      Descubra como o Disk Drill já ajudou outros

      Utilizado por empresas mundialmente famosas